Pilates e Treinamento Funcional

Visitas

terça-feira, 31 de maio de 2016

Humanos e gramíneas relação que passa dos 10 mil anos

Saiba como as gramíneas tornaram nossas vidas melhores

Existem mais de 6 mil espécies de plantas da família das gramíneas, entre as quais a grama de jardim, a cevada, o alpiste, o bambu, a aveia e a cana de açúcar. As gramíneas em geral são de folhas longas e estreitas, caules quase sempre ocos e raízes que formam uma “cabeleira” espessa. As flores das gramíneas nascem na extremidade do caule e costumam formar cachos. A polinização é feita em sua maioria pela ação do vento, a flor origina um fruto seco chamado de cariopse, em seu interior a semente é rica em óleo.
As gramíneas fornecem a maior parte dos alimentos consumidos por seres humanos e animais de criação. Com essas sementes, ou grãos, são produzidos farinhas para pães, bolos e biscoitos. As primeiras gramíneas cultivadas pelo homem foram o trigo e a cevada, cerca de 10 mil anos.

Utilizando as Gramíneas
Os jardins do mundo todo são cobertos pelo verde gramado, os grãos maduros de cereais como o trigo, a cevada e o milho servem para produzir farinhas de alto teor alimentício, seus caules podem ser usados para fabricar cestos e até cobrir casas.
As sementes de painço e alpiste são usadas como alimentos de pássaros e outros animais, com a cevada fabricam-se bebidas como a cerveja e também é utilizada na alimentação de animais, usa-se centeio para fazer pães e produzir ração animal, seu caule é usado na fabricação de esteiras de praia.
Existe mais de trinta variedades de trigo, a farinha de trigo é utilizada na fabricação de massas, pães, bolos e outros alimentos. O arroz é um cereal que compõe a dieta de povos em todo o mundo.
A cana de açúcar, que pode atingir cinco metros, é moída, o líquido é matéria prima para a fabricação de álcool e açúcar.
O bambu é uma gramínea que ultrapassa os trinta metros de altura, seu caule oco e rígido é usado para construir cercas, casas, mobílias e muitos outros objetos.

As gramíneas não são totalmente de bom grado
Atualmente estamos passando por um processo de revitalização de nossas florestas, mas uma gramínea, que ates foi uma grande descoberta, transformou-se em um grande problema.
O nome dela é Braquiária, a braquiária foi introduzida no Brasil em 1960, onde se adaptou muito bem, originária da Região dos Grandes Lagos em Uganda (África). Essa gramínea é usada para pastos em criação de gado, porém ela dificulta o desenvolvimento de outras plantas, tornando o reflorestamento por mudas mais difícil. Infelizmente é preciso usar herbicidas para o controle dessa gramínea. Há casos de consórcio de culturas para evitar a retirada drástica.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Saiba Mais