Pilates e Treinamento Funcional

Visitas

terça-feira, 1 de janeiro de 2019

Polinização no Aracno Garden

Não existe felicidade maior quando flagro a polinização


Olá pessoal, eu sou Rodrigo Aracno e nessa postagem vou mostrar alguns flagras de polinização no #AracnoGarden
Existem várias formas de polinização, mas a mais incrível é quando ANIMAL e VEGETAL se unem para a continuidade da natureza. As abelhas lideram no ranking dos polinizadores, mas muitos outros insetos, aves, mamíferos e outros bichos fazem esse trabalho fundamental para a vida no planeta.



quinta-feira, 31 de maio de 2018

Como aumentar a imunidade em dias de frio e tempo seco

Nessa época do ano as doenças respiratórias precisam de atenção

Soro no nariz
O soro fisiológico é vendido em farmácias já em aplicadores, tem de várias formas, mas com a mesma finalidade, manter as vias do nariz umidas. Essa umidade ajuda a não acumular "endurecer" o muco, causando acumulo de bactérias e virús, que são as principais causas de sinusites.
Manter úmido também afasta os sintomas de rinites que são frequentes nessa época.
Basta aplicar no nariz, no mínimo, 4 vezes ao dia, não existe restrição.

Aquele chá gostoso
Chás com limão, erva-cidreira, laranja, gengibre, canela, capim cidreira (santo) são algumas das muitas formas de chá, dê preferência aos chás com ervas cultivadas em casa. (Clique e veja como é fácil ter seu vasinho com ervas)

Uma receita deliciosa e aromática é o chá de capim cidreira (santo) com folhas de laranjeira, deixe a água esquentar, coloque folhas picadas do capim e folhas inteiras de laranjeira, quando começar a ferver desligue o fogo. Deixe parado por 10 minutos, adoce ou não e sirva. Preferencialmente em uma caneca bem aconchegante, sente-se no sofá e cubra as pernas com um cobertor. HUMMMM agora ficou bom mesmo.

A natureza te proporciona uma infinidade de opções que fornecem nutrientes e compostos fortalecedores da nossa imunidade!

Sopas
Nada como uma sopinha para aquecer e nutrir. Uma sopa com uma variedade de legumes transforma-se em uma grande arma contra qualquer doença do frio.

Cappuccinos e chocolates quentes
Para esquentar nesse frio e ter a carga de fitoquímicos imunomoduladores da canela, Segue a receita.


  • 1 xícara de café pronto
  • ½ xícara (chá) de leite semidesnatado
  • Chocolate 70% cacau em pedaços
  • Pitada de canela


Modo de preparo: Aqueça o leite e acrescente no café pronto. Coloque o chocolate e deixe derreter. Finalize com canela e sirva quente!

quinta-feira, 10 de maio de 2018

Plantas Semi Aquáticas, saiba como ter em casa e de uma maneira simples

Pra quem gosta de plantas não há limites, tenha uma planta de alagado, veja o passo a passo.

Eu sou Rodrigo Aracno e você vai aprender um passo a passo de como coletar, transportar e cultivar uma planta semi-aquática em casa. A planta, com flor cor amarela, é a (Ludwigia sp - Onagraceae), ela se desenvolve em áreas alagadas, como lagos, pântanos e rios calmos.



Exemplos de Plantas Semi-Aquáticas
Espécie de raiz comestível, como o inhame, o lírio d’água, o lótus e a castanha d’água, plantados submersos nos bancos ou no fundo, possivelmente cercados por um pneu velho, para marcar a localização;

Aquáticas flutuantes como kang kong, agrião e aquáticas carpete como Azolla e lentilha d’água (Lemna) poderão cobrir todo o açude, ainda que possam ser arrastadas e comidas pelos animais (patos adoram) ou utilizadas como mulch em jardins ou cercando as plantas de margens;

Plantas de margem rasa alagada, de haste longa, Typha (taboa) ou arroz silvestre, como refúgio para rãs e pássaros;

Plantas de margem úmida como o bambu, mamão, banana, confrei, Sambuccus esp. e uma cobertura verde curta de capim ou Desmodium (uma espécie invasora); essa cobertura mantém os bancos estáveis e verdes, sendo uma fonte de forragem para patos e gansos.


1 - Plantas que dependem de um solo alagado, se desenvolvendo muito bem em locais bastante úmidos. A Banana-d`água é um bom exemplo.

2- Plantas que toleram um nível alto de água, são mais superficiais e se propagam melhor em espelhos d`água. O Papiro por exemplo.

3 - Plantas que possuem muitas folhas e flores como as Ninféias e a Vitória-regia já são adaptáveis em águas profundas.

4 - Raízes oxigenadas que flutuam livremente com flores na parte superior sem muitas folhas presentes.

Exemplos:
Flor de Lótus

Nymphoides indica

Cyperus papyrus

Typhonodorum lindleyanum


segunda-feira, 7 de maio de 2018

Vacina para plantas poderá aposentar agrotóxicos

Está na hora de dar um salto tecnológico para proteger o meio ambiente e a saúde

Imagem apenas ilustrativa, não condiz com a técnica mencionada na matéria.

A vacina desencadeia um mecanismo conhecido como interferência de RNA, que é um mecanismo de defesa inato de plantas, animais e outros organismos eucarióticos, para se defenderem contra patógenos. A vacina pode ser direcionada ao patógeno escolhido usando moléculas de RNA que compartilham a identidade da sequência com os genes da praga, impedindo sua expressão.

Isto significa que as moléculas de RNA de fita dupla não afetam a expressão de genes na planta protegida, alvejando apenas a doença ou a praga da planta. O RNA também é uma molécula comum na natureza, que se degrada rapidamente, não se acumulando no meio ambiente, como os agrotóxicos, defendem os pesquisadores.

Um projeto colaborativo entre a Universidade de Helsinque (Finlândia) e o Centro Nacional Francês para Pesquisa Científica (CNRS) está propondo um caminho para essa nova rota tecnológica.

Em vez de aplicar venenos para matar as pragas e combater as doenças das culturas, o grupo propõe vacinar as plantas contra as doenças e as pragas.

Esse caminho pode tão controverso quanto o da indústria química, já que há muitas restrições à chamada biologia sintética, mas a equipe garante que as vacinas baseadas no RNA podem ser ambientalmente corretas.

"A nova abordagem para a proteção das plantas envolve a vacinação das plantas contra patógenos usando moléculas de RNA de fita dupla que podem ser pulverizadas diretamente nas folhas," explicou a professora Minna Poranen, da Universidade de Helsinque.

Para demonstrar seu conceito, a equipe desenvolveu um novo método de produção para moléculas de RNA de fita dupla e demonstrou a eficácia das vacinas baseadas em RNA produzidas usando o método contra infecções desencadeadas nas plantas por vírus.

O método utiliza o sistema de amplificação de RNA de um bacteriófago, isto é, um vírus destruidor de bactérias, e a produção de RNA é feita dentro de células bacterianas.

Mas talvez ainda não seja a hora de vender suas ações das empresas fabricantes de defensivos agrícolas: "É difícil prever quando a vacina será disponibilizada porque ainda não existe nenhuma legislação relevante," disse Poranen.

Fonte: Inovação Tecnológica

Bibliografia:
Synthetic biology approach for plant protection using dsRNA
Annette Niehl, Marjukka Soininen, Minna M. Poranen, Manfred Heinlein
Plant Biotechnology Journal
DOI: 10.1111/pbi.12904

quinta-feira, 19 de abril de 2018

Muito sol ou pouco sol, onde colocar minha planta?


A saúde das plantas é baseada no equilíbrio de três fatores, Água, Luz e Nutrição, independente do que está acontecendo com a sua planta, o problema está ligado a esse três fatores.
Hoje vamos falar sobre a luz, a luz é fundamental na fotossíntese, que é a transformação de energia em alimento. Colocar a planta em uma iluminação que não seja de sua natureza pode acarretar em muito problemas como amarelamento, fungos, pragas, secamento e outras doenças podendo até chegar à morte da planta.

Existem Plantas de Sol Pleno, plantas de Meia-Sombra e plantas de Sombra. Ou seja, cada planta precisa de uma quantidade de luz para se desenvolver e manter uma vida saudável.

Meia-sombra: As plantas de meia sombra precisam de apenas  3 horas de Sol por dia. O resto do tempo ficam sob luz indireta, que continuarão se desenvolvendo.

Plantas de Meia Sombra:
  • Cosmos
  • Hortelã
  • Iúcas
  • Lança de São Jorge
  • Bulbine
  • Suculentas
  • Espada de São Jorge
  • Moreia
  • Pacová
  • Crássula
  • Pata de elefante
  • Clívia
  • e muitas outras, planta é o que não faltará!

Sol Pleno: Se enquadram as plantas que precisam de no mínimo 7 horas de sol direto por dia sobre elas. Para estas plantas quanto mais sol, melhor, não há restrição.

Plantas de Sol pleno:
  • Frutíferas em geral
  • Hortaliças em geral
  • Gramados
  • Culturas agrícolas
  • Palmeiras
  • Flores coloridas em Geral
  • e muitas outras, planta é o que não faltará!

Sombra, porém luz indireta: As plantas de sombra precisam de ambientes de pouca luz e sem incidência direta de sol, caso isso não aconteça elas não se desenvolvem bem e existem grandes chances de contraírem fungos, doenças ou simplesmente secarem pelo sol direto.

Plantas de sombra:
  • Samambaias
  • Avencas
  • Begônia
  • Bromélia
  • Zamiocucas
  • Antúrios
  • Lírio da Paz
  • Violetas
  • Orquídeas
  • Jiboia
  • Licuala
  • e muitas outras, planta é o que não faltará!

Se você ainda tem dúvidas e gostaria da ajuda de um profissional entre em contato comigo, eu sou RODRIGO ARACNO e adoraria ajudar para que suas plantas fiquem felizes e você feliz por elas.

segunda-feira, 29 de janeiro de 2018

ARACNO GAME

PARABÉNS, VOCÊ ESTÁ CORRETO

Este fungo fantástico é conhecido como Estrela da Terra
Geastrum sp, ou Geaster, o nome vem do geo que significa terra e aster que significam estrela. O nome refere-se ao comportamento do peridium externo (camada protetora que encerra uma massa de esporos em fungos). Na maturidade, a camada externa do corpo frutífero se divide em segmentos que se tornam para fora criando um padrão parecido com a estrela no chão. O peridium interno é um saco de esporos. O peridium externo se abre quando molhado e fecha quando seco, é descrito como higroscópico.


(DEIXE SEU COMENTÁRIO NA POSTAGEM PRA MOSTRAR QUE VOCÊ CHEGOU ATÉ AQUI)

Aperte START para continuar o jogo, se você não conhece o ARACNO GAME clique em INICIAR.

terça-feira, 27 de junho de 2017

Como preparar um vaso para plantar?

Preparem-se, vamos mexer na terra



Olá, eu sou Rodrigo Aracno e vou mostrar aqui uma forma rápida e simples de preparar um vaso ou jardineira.

Material:



Passo a Passo:

Coloque no fundo do vaso a argila expandida, de forma que crie apenas uma camada, pois essa argila serve apenas para que a terra não tape ou furos de drenagem.
Coloque a manta, ela serve para segurar a terra e deixar fluir a água.
Coloque a terra deixando dois dedos ou 03 centímetros abaixo da borda, para que possa encher com água na hora da rega.
Umedeça a terra e complete com mais pois assim que molhar a terra ela se compacta baixando o nível da terra.
Agora é só colocar as plantas fazendo um buraco de acordo com o torrão de terra que está na planta, cobrir até o pé da planta e está pronto.

Lembre-se que cada planta tem uma individualidade como quantidade de água, luminosidade e tipo de terra. Envie suas dúvidas no meu facebook Rodrigo Aracno, que iremos conversar muito.

Saiba Mais